Cobrança de impostos cai em 2014 em comparação com o período homólogo

[…] Os dados publicados recentemente pelo Banco de Cabo Verde dão conta de uma cobrança de impostos de apenas 27 milhões de contos em 2014, menos 5 milhões de contos (-16%) do que a previsão orçamental inicial e 2,3% inferior à cobrança de 2013. O quadro abaixo compara as previsões do Governo com as cobranças efectivas.

Em 2011, o governo acertou porque o orçamento foi aprovado em finais do terceiro trimestre. A partir de 2012, apesar das medidas de agravamento dos impostos, especialmente do IVA, da criação de novas taxas e impostos sobre o turismo, de todas as medidas de combate à fraude e evasão fiscais anunciadas pelo Governo, das reorganizações dos serviços responsáveis pelas cobranças, as receitas dos impostos ficaram sempre aquém dos resultados de 2011 e com tendência descendente.

Em 2014, apesar das expectativas diminuídas (previsão de 33 milhões de contos contra 35 milhões previstos para 2013), as cobranças voltaram a falhar o alvo. O EI tinha previsto num dos seus números uma cobrança um 26,9 milhões de contos, que ficou apenas 2% abaixo da cobrança efectiva.

O facto mais relevante é que as receitas dos impostos em 2014 foram inferiores às receitas do ano anterior. Esta evolução não é fruto do acaso. Tem a ver directamente com a estagnação da economia. Isto mesmo é demonstrado pela evolução dos dois principais impostos (vd gráfico), os quais são altamente sensíveis a variações conjunturais da economia.

Fonte: BCV, Boletim de Estatísticas; elaboração Expresso das Ilhas

O IVA cobrado em 2014 é 13% inferior à cobrança de quatro anos antes e o IUR 7% abaixo da cobrança de 2011. A estagnação da economia, as dificuldades económicas e financeiras das empresas, a queda dos rendimentos das famílias são, possivelmente, a explicação mais verosímil para a evolução negativa das receitas fiscais.

Fonte: Expresso das Ilhas.

Contabilista na Unitel T+ Telecomunicações, sócio-gerente em Rui Sanches Consult, Professor em ISCEE, Especialista em Fiscalidade (Quadro do M. das Finanças de Cabo Verde entre 2003 e 2015, empreendedor em Sanches Invest e Cazavera, blogueiro, entusiasta das novas tecnologias, apaixonado pela fotografia, vida no meio rural e bicicleta.

Publicado em Economia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Introduza o seu endereço de email para seguir este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 486 outros seguidores

Follow Rui Sanches Consult. on WordPress.com
%d bloggers like this: